São Cristóvão está entre os bairros mais violentos de Salvador

Fonte: Metro1

Os bairros mais negros de Salvador são também onde há a maior incidência de violência e mortes. ‘Mesmo que me negue sou parte de você: Racialidade, territorialidade e (r)existência em Salvador’ é um estudo inédito, realizado pelo grupo ativista Iniciativa Negra, e que analisa os índices da violência na capital. Mais que apontar o dado, o estudo relaciona os dados com a cobertura de políticas públicas que atende às demandas de saúde e cultura. 

O estudo analisou o período entre junho de 2019 e fevereiro de 2021, por meio de um monitoramento de notícias e eventos violentos da cidade a partir do banco de dados do Monitoramento da Violência, realizado pela Rede de Observatórios da Segurança e ainda pelas vias da Lei de Acesso à Informação.

Foram observados 3,4 mil eventos de violência. Entre os bairros onde foi observado o maior registro de notícias veiculadas relacionados à violência, destacam-se São Cristóvão, Mata Escura, Sussuarana, Itapuã e Lobato. De acordo com a entidade, territórios majoritariamente negros. 

Cofundador da Iniciativa Negra, Dudu Ribeiro explica que a pesquisa explicita que há um equívoco ocasionada pela política de segurança pública aplicada na Bahia, a de guerra às drogas. Ele critica a ausência do Estado nos territórios mais pobres. “A não-promoção de políticas públicas nos territórios negros de Salvador, que são a maioria, e a promoção delas nas poucas áreas majoritariamente brancas denunciam a negação da cidadania negra, que se mostra pelo cerceamento dos direitos à cidade, à dignidade e à vida”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
online