Bahia Notícias / Esportes / Notícia / Desenvolvedora do LoL pagará indenização de R$ 563 mi por discriminação de gênero – 28/12/2021

Desenvolvedora de jogos como League of Legends (LOL) e Valorant, a Riot Games terá de pagar US$ 100 milhões, o que equivale a R$ 566 milhões, de indenização para dar fim a uma ação judicial por discriminação de gênero e assédio sexual nos Estados Unidos. De acordo com o jornal The Washington Post, ex-funcionárias da companhia denunciaram o ambiente de trabalho hostil para mulheres. 

 

Melaine McCracken e Jess Negrón, as ex-funcionárias, entraram com o processo em 2018, alegando discriminação, assédio e violação da legislação de igualdade salarial entre homens e mulheres da Califórnia. 

 

O acordo foi feito após a investigação realizada pelo Department of Fair Employment and Housing (DFEH) e o Division of Labors Standards Enforcement (DLSE). A proposta inicial da Riot Games foi de pagar US$ 10 milhões, mas os órgãos recusaram a proposta. 

 

A nova negociação, que prevê os US$ 100 milhões, prevê uma divisão de US$ 80 milhões entre atuais e ex-funcionárias e U$ 20 milhões em taxas e despesas. 

 

Desde 6 de novembro de 2014, aproximadamente 2.365 mulheres trabalharam na Riot Games e estão aptas a serem indenizadas. Quanto maior o tempo de contribuição, maior será a parcela de indenização. 

 

O acordo ainda prevê que a empresa ajuste as remunerações das mulheres, façam um programa de diversidade e inclusão e contratem empresas terceirizadas para analisar a equidade de gênero da empresa e auditar as condições de trabalho por três anos. 

 

"Três anos atrás, a Riot esteve no centro do que se tornou um acerto de contas em nossa indústria. Tivemos que enfrentar o fato de que, apesar de nossas melhores intenções, nem sempre vivemos de acordo com os nossos valores. Como empresa, estávamos em uma encruzilhada. Poderíamos negar as deficiências de nossa cultura ou poderíamos nos desculpar, corrigir os rumos e construir uma Riot melhor. Nós escolhemos a segunda opção. Embora estejamos orgulhosos do quanto avançamos desde 2018, nós também devemos assumir a responsabilidade pelo passado. Esperamos que este acordo reconheça devidamente aqueles que tiveram experiências negativas na Riot", disse a Riot Games, ao jornal The Washington Post. 

Fonte: www.bahianoticias.com.br/esportes/noticia/60550-desenvolvedora-do-lol-pagara-indenizacao-de-r-563-mi-por-discriminacao-de-genero.html

Open chat
online