Bahia Notícias / Spotlight / Notícias / Sem Carnaval, Ecad estima queda de 89% sobre arrecadação de direitos autorais na Bahia-01.03.2022

Com os restrits ‘ restrições aos eventos p ú blico e privado pelo segundo ano consecutivo por causa da pandemia Covid-19, o ind &uşia da m &uşsica no Brasil foi mais uma vez abalado. De acordo com o Escritório do Escritório Central de Arrecada e Distributos (Ecad), em 2021, R$ 901 milh dela foram distribu ed em direitos autorais de execu p ú blica, uma queda que representava aproximadamente 5% em compor ao ano de 2020, na qual o distribuidor de direitos autorais destinado à arte de classe da arte era de R$ 947 milh &ldd; s. Ainda de acordo com a secretaria de Registro, j área por o per-odo do Carnaval, o previs é arrecadar R$ 6 milh todos eles, o que representa redu 62% no valor arrecadado em 2020, antes da pandemia de Covid-19. Conforme publica a Ag Brasil Brasil, no final do m janeiro, foram arrecadados 41% dessa estimativa, que se refere a eventos j sendo licenciados e pagos antecipadamente.   Ainda de acordo com a publica, a Bahia est entre os estados tr s que mais se sobressaíram nos direitos autorais uk no carnaval, devido à quantidade de eventos realizados, e que mais sofreu com a n ê ncia de n. º do partido. Al m do estado baiano, Rio de Janeiro e S São Paulo foram bastante prejudicados. O Bahia teve uma queda de 89% na ordem aumentada, seguida por Rio de Janeiro e S São Paulo, com retra de 81%, cada um. PREVIS O ES PARA 2022 Para o Ecad, a expectativa é que, com a retomada gradual do mercado de shows e eventos e com novos acordos e negocie com plataformas digitais com plataformas digitais, o distribuidor de direitos autorais possa crescer quase 2% em 2022. O previs é que o segmento Servi-Digital Servi tenha um crescimento de pelo menos 30% em compor para 2021, o que girou em torno de R$ 145 milh Ethylde; es em valores de distribu. Outro segmento que deve voltar a contemplar detentores de m &uprissica é o da Mostra: com a avana da vacina e uma melhor manejo da pandemia do vírus da coronav, o segmento pode vir a consolidar sua retomada e apresentar um crescimento de 65% em compor para 2021, quando tinha um R$ 23-milh distribui-se de si próprio.

Fonte: www.bahianoticias.com.br/holofote/noticia/64671-sem-carnaval-ecad-estima-queda-de-89-na-arrecadacao-de-direitos-autorais-na-bahia.html

Open chat
online