Guerra na Ucrânia faz com que trigo alcance maior valor em 14 anos e pressiona preço do pão | Política Livre

Foto: Vincent Mundy / Reuters / Folhapress O Trabalhador Agrícola prepara trigo para processamento em Nikolaey, Ucrânia 1 de março de 2022 | 20:00

Guerra na Ucrânia faz com que o trigo alcance maior valor em 14 anos e pressiona preço do pão

Economia

A guerra na Ucrânia fez o preço do trigo disparar nesta terça-feira (1), atingindo ainda mais o preço do pão e do macarrão.

O preço do trigo na Bolsa de Chicago registrou alta de 7,54%, com a negociação de 9,98 nos contratos para maio, a mais alta desde 2008.

A Ucrânia e a Rússia exportam cerca de 30% de trigo no mundo. Apesar de o Brasil comprar predominantemente da Argentina (85% do total), qualquer impacto no mercado global pressiona os preços para todos os compradores.

O Brasil é um dos maiores importadores globais de trigo, tendo que buscar em outros países 60% do que consome, de acordo com a Abitrigo (Associação Brasileira das Indústrias de Trigo).

A previsão é que, neste ano, os embarques ligados ao Brasil cheguem a 6,5 milhões de toneladas.

Para o mercado, a alta desta terça-feira, no sexto dia da guerra deflacionada pela Rússia, é uma sinalização do temor de uma longa paralisação no abastecimento.

No primeiro dia da guerra, o trigo já havia subido 5,7% na véspera, cotado a 9,26 por bushel. Desde então, acumula altas diárias, até atingir o planalto desta terça-feira.

Os projetos da Abitrigo que os preços continuam a subir ao longo dos próximos quatro ou cinco meses, num cenário de aumento já registrado antes do início dos conflitos no Leste Europeu.

Segundo o presidente da associação, Rubens Barbosa, a evolução dos preços dependerá da extensão da guerra.

A Rússia é o primeiro exportador mundial, enquanto a Ucrânia ocupa o quarto posto.

Além do aumento do próprio trigo, outros fatores podem causar alta nas cotações em reais, como o dólar e a incerteza em relação aos fertilizantes, dos quais o Brasil é altamente dependente de importações.

A Rússia está entre os maiores produtores de cloreto de potássio e outros produtos nitógenos para fertilizantes.

O setor de panificação, por sua vez, projeta que os aumentos que já ocorreram nos últimos meses seguirão, mas ainda por efeito de oscilação cambial, não de guerra.

Marcelo Toledo / Folhapress Voltar para a homepage

Fonte: politicalivre.com.br/2022/03/guerra-na-ucrania-faz-trigo-atingir-maior-valor-em-14-anos-e-pressiona-preco-do-paozinho

Open chat
online