Reunião Do G20 Com Foco Na Agenda 2030 Da ONU Será Sediada em Salvador na Próxima Semana

POLÍTICA

Salvador, a capital baiana, será o palco da 3ª Reunião do Grupo de Trabalho (GT) de Desenvolvimento do G20, de 27 a 29 de maio, no Centro de Convenções, na Boca do Rio. O evento reunirá líderes globais para discutir ações dos países-membros em relação à Agenda 2030 dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU. Este plano global, adotado em 2015, visa erradicar a pobreza, proteger o planeta e garantir prosperidade para todos até 2030, com seus 17 objetivos e 169 metas.

O prefeito Bruno Reis participará da abertura das discussões na segunda-feira (27), às 9h. Estão confirmadas as presenças do embaixador Maurício Lyrio, emissário do Brasil para o G20, do embaixador Ruy Pereira, diretor da Agência Brasileira de Cooperação (ABC), além de outros representantes do Ministério das Relações Exteriores (MRE) e de governos estrangeiros. A reunião marca a primeira vez que o Brasil preside o G20, grupo que reúne as 19 maiores economias do mundo, além da União Europeia e da União Africana.

Além da reunião do GT de Desenvolvimento, Salvador sediará outros eventos do G20, como o Grupo de Trabalho de Saúde, de 2 a 6 de junho, e a Reunião Ministerial de Cultura, de 4 a 6 de novembro. O credenciamento de imprensa está aberto desde o dia 21 de maio e seguirá até o início do evento pelo site oficial do G20. A cidade foi escolhida por sua infraestrutura e capacidade de receber eventos internacionais de grande porte, conforme destaca Nathália Peixoto, chefe do Escritório de Cooperação Internacional da Prefeitura de Salvador.

Nathália Peixoto enfatiza a importância do evento para a capital baiana. “Teremos a representação das 20 maiores economias do mundo discutindo temas relacionados à inclusão de mulheres e grupos minoritários em políticas públicas de desenvolvimento sustentável e à redução das desigualdades”, afirma. Ela destaca ainda as ações da administração municipal em prol do desenvolvimento, que serão apresentadas durante a reunião.

Klaus Antônio Jovita, líder do setor de governança do Escritório de Cooperação Internacional, vê a reunião como uma oportunidade de colocar Salvador no radar global. “Este encontro destacará nossas iniciativas e potencializará a cooperação para melhorar a infraestrutura e a capacidade da cidade”, comenta. A programação inclui eventos paralelos, como um sobre a população em situação de rua com a presença do ministro dos Direitos Humanos e Cidadania, Silvio Almeida, e um evento cultural na Casa do Carnaval.

Durante o encontro, quatro estudos serão apresentados para serem discutidos e possivelmente mandatados na reunião de Ministros do Desenvolvimento do G20, que ocorrerá em julho no Rio de Janeiro. Entre os estudos, estão relatórios sobre políticas de inclusão para mulheres e grupos marginalizados, combate à pobreza infantil, redução das desigualdades raciais no trabalho e o custo das desigualdades. A expectativa é que esses estudos contribuam para a Cúpula Social do G20, que reunirá a sociedade civil em novembro, às vésperas da Cúpula de Chefes de Estado e de Governo do G20.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *