Vídeo: Polícia prende três suspeitos de matar idoso matando em porta do banco-Notícias-R7 Brasília

A-A + O latrocínio aconteceu em Ceilândia, em 16 de setembro

O latino aconteceu em Ceilândia, em 16 de setembro

PCDF/Reprodução

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) prendeu, neste domingo (3), três suspeitos de tentar assaltá-lo um idoso e matá-lo em frente a uma agência bancária na QNN 1 de Ceilândia. A Latri aconteceu no dia 16 de setembro e a vítima morreu dois dias depois.

De acordo com a Coordenação de Repressão a Crimes Patrimoniais (Corpatri), responsável pelas investigações, a vítima trabalhava em uma empresa do Setor de Indústrias e Suprimento (SIA) e era responsável por fazer depósitos semanais para a empresa.

No dia do crime, o idoso seguiu com uma mochila contendo dinheiro para o local e foi surpreendido por um dos autores, que levou vários tiros. Quatro atingiram o homem, que chegou a ser socorrido consciente e levado para o Hospital Regional de Ceilândia (HRC), mas morreu dois dias depois.

“As investigações aponaram que a vítima foi morta tão somente porque segurou a mochila e não quis entregá-la aos criminosos”, explicou o diretor da Corpatri, delegado Fernando Cocito.  O atirador ainda roubou a mochila, mas saiu correndo e correndo de volta para dentro do carro que o aguardava metros à frente, para dar de longe.

O veículo, roubado e revendeado, foi localizado em um matagal do Sol Nascente e passou por perícia. Os criminosos tentaram atear fogo no carro.

Os três suspeitos foram presos temporariamente. O autor dos tiroteios foi encontrado na própria residência, no Gama. Já os outros dois envolvidos, um que deu rompião ao atirador e o outro que engendrou o crime, foram interceptados por investigadores na BR-060, próximo a Samambaia, com auxílio da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Além do crime de latrocínio, que pode levar a uma punição de 30 anos, suspeitos responderam por associação criminosa armada. ” A investigação também apontou que os criminosos queriam arrematar um detento a partir da carceragem do Departamento de Polícia Especializada (DPE). O plano foi descoberto, o detento foi removido e transferido para o Complexo da Papuda, ” adicionado Cocito adjunto.

Leia também

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Open chat
online