SMS Confirma Norovírus Como Principal Causador de Aumento De Casos De Virose Em Salvador

SAÚDE

Nas últimas semanas, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Salvador confirmou um aumento no número de casos de virose na cidade. De acordo com a SMS, a elevação dos registros está associada ao Norovírus, conhecido por provocar quadros de gastroenterite, incluindo diarreia, vômitos e febre alta. O vírus é transmitido via oral-fecal, através de água e alimentos contaminados ou pelo contato com pessoas infectadas.

O Norovírus costuma circular sazonalmente, com maior incidência entre os meses de abril e maio, período que corresponde ao outono e início do inverno. Apesar do aumento de casos, a SMS esclarece que não se trata de um surto e não há necessidade de alarme. “Os números observados nas unidades de urgência da rede não sustentam a informação de um surto. A doença pode ser inibida com medidas simples de prevenção, como higienização das mãos e uso de máscaras”, destacou o órgão em comunicado oficial.

A médica infectologista da SMS, Nizarala, explicou que episódios de viroses são comuns nessa época do ano devido às baixas temperaturas que favorecem a disseminação de vírus e bactérias. “No caso do Norovírus, os principais sintomas são náuseas repentinas, vômitos e diarreia forte, que costumam aparecer entre 24 e 72 horas após a infecção. Alguns pacientes podem apresentar febre, dor de cabeça e dores no corpo. Por ser de fácil disseminação, é possível que pessoas da mesma família apresentem os sintomas simultaneamente. Conhecer a doença e seus meios de prevenção é essencial para evitar a disseminação”, ressaltou Nizarala.

Prevenção e Tratamento

Nizarala ainda destacou que não existe um tratamento específico para a gastroenterite causada pelo Norovírus. “É recomendado repouso e ingestão de bastante líquido para evitar a desidratação. Medicamentos para aliviar as dores devem ser prescritos apenas por profissionais de saúde. A higiene, especialmente a lavagem das mãos e a manipulação correta de alimentos, é fundamental para prevenir a doença. Desinfetar objetos e superfícies potencialmente contaminadas, como vasos sanitários, e evitar compartilhar itens pessoais, como toalhas, são formas eficazes de prevenção, além do uso de máscaras para pessoas infectadas”, orientou a médica.

Assistência Médica

A SMS garante atendimento para casos de gastroenterite nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). Até a manhã desta quarta-feira (15), não há restrições de assistência para pacientes com classificação verde ou amarelo, que geralmente são os perfis dos pacientes com gastroenterite. As unidades de saúde registraram uma queda no número de atendimentos nos últimos dois meses. Em abril, foram 84.441 acolhimentos, representando uma redução de 4% em relação a março, que contabilizou 88.077 atendimentos.

É importante ressaltar que o Norovírus não é uma doença de notificação compulsória, ou seja, não há obrigatoriedade de comunicação da ocorrência ou suspeita da doença às autoridades de saúde.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *